Notícias  |  Links  |  Equipa  |  Localização  |  Contactos  |  Saudação do Director  |  Facebook  | 

MUSEU SEM FRONTEIRAS DA IMPRENSA DA LUSOFONIA
_______________________________________________________________________________

UM PROJECTO EM MARCHA

Começa a dar os primeiros passos o Museu Sem Fronteiras da Imprensa da Lusofonia. Trata-se de um projecto já apresentado em diversos foruns e que, no Dia Internacional dos Museus, 18 de Maio, foi emblematicamente enviado aos governos dos países de Língua Portuguesa.
Aproveitando o lema definido este ano pela UNESCO/ICOM (Pontes entre Culturas), o director do MUSEU NACIONAL DA IMPRENSA enviou aos mais altos responsáveis dos governos uma carta-apelo com vista à criação das condições necessárias ao desenvolvimento daquele projecto.
Na referida carta considera-se a necessidade de salguardar o riquíssimo património tipográfico que ainda existe nos diferentes países, dando-lhe um sentido cultural que, em termos do português como “língua da multiculturalidade”, pode resultar num projecto singularíssimo em termos internacionais.

As linhas gerais daquele projecto de museu sem fronteiras já tinham sido enviadas ao Presidente da República, Jorge Sampaio, e à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).
Dias antes do envio daquela carta-apelo, o projecto daquele museu da lusofonia foi apresentado no V Encontro das Imprensas Oficiais da Língua Portuguesa, em Brasília, pelo director do MUSEU NACIONAL DA IMPRENSA.
Para além do acolhimento geral do projecto por parte dos mais altos responsáveis das “imprensas nacionais” de cada país, o encontro serviu para múltiplos contactos conducentes à pragmatização do seu processo de desenvolvimento.

A primeira fase do projecto passa pela inventariação e registo das peças existentes em cada um dos oito países de língua oficial portuguesa. Depois segue-se a constituição de um museu virtual da imprensa da lusofonia, a par do início do processo de criação de museus/núcleos museológicos em todos os países.
E, numa fase mais avançada, desenvolver a articulação internacional entre as particularidades de cada país, no sector.
O primeiro exemplo efectivo da concretização deste projecto foi a colaboração dada pelo MUSEU NACIONAL DA IMPRENSA para a criação do Museu de Imprensa de Taquary, no Brasil.
O Museu Sem Fronteiras da Imprensa da Lusofonia foi anunciado pela primeira vez em Abril de 2004, em Florianopolis, no Brasil. Em Novembro do ano passado foi apresentado no 1º Congresso da Democracia Portuguesa, que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, no painel “Portugal e o Mundo”.